Translate

Wikipedia

Resultados da pesquisa

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Sinais conscientes de uma mente brilhante

 
 

 
 
O poeta mexicano Octavio Paz (1914-1998) foi uma das mentes mais lúcidas que tivemos. Diplomata, ensaísta, tradutor e premiado com o Nobel de Literatura em 1990, ele construiu uma linguagem própria e extremamente eficiente do ponto de vista prático. Seus textos eram concisos e objetivos.
Paz morou em vários países e era amigo de grandes intelectuais do século 20, entre eles o surrealista André Breton (1896-1966), que t...ambém foi um dos maiores poetas do seu tempo.
Mas os sinais de lucidez de Octavio Paz ultrapassavam as camadas simplórias dos pensamentos medianos. Tanto é que sua obra é amplamente estudada por grandes pesquisadores da linguagem.
É importante frisar que o poeta, em sua reflexões, dizia que o mundo civilizado se encerraria de fato no século 20. Ou seja, o que as gerações do século 21 presenciariam, seriam apenas pequenos fragmentos soltos no espaço.
Nas suas proposições filosóficas, estruturada por elementos poéticos, Octavio Paz nos alerta sobre a barbárie existencial que mergulharíamos. Que não são poucas!!!
Pelo que noto, suas ideias tinham consistência profética.
Percebam isso: O fascismo retornou com força... Degradando a lógica da evolução. Ele, o fascismo, brota feroz como um vírus sem cura. É só observarmos os movimentos do capital global, sendo gerenciado com mão de ferro pelo FMI e Banco Mundial. A equação é a mesma. O domínio, o controle, se define em pequenos grupos.
Outra coisa, a ideia de uma visão realmente ecológica, se transformou num mercado que alimenta as contas bancárias de falsos ambientalistas. Vivemos em uma ilusão de transformação. Quer mais: A dita "nova revolução tecnológica", é excludente... A sua plataforma e recursos são brinquedos para uma multidão de milhares de pessoas, que não conseguem ler um livro.
São tempos que rolam soltos e se perdem velozes no horizonte. Os labirintos são maiores, mais perigosos e cruéis.

Nenhum comentário :

Postar um comentário