Translate

Wikipedia

Resultados da pesquisa

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Estagnação Mental

 
 
 
 
 
 
 
A ignorância política existe quando as ideais se fundamentam em uma única verdade partidária. Esse é um dos maiores problemas dos países convergentes, no caso o Brasil, que perdem parte do seu tempo em disputas que não tem qualquer conexão com questões realmente relevantes. Tudo muito paroquial.
 
O fato é que a oposição é uma fábula. Uma farsa!!! Sinto vergonha ao olhar o cantor Lobão ao lado de Ronaldo Caído protestando contra o governo; também fico incomodado, ao ver intelectuais floreando palavras a favor de Dilma Rousseff. Na outra via, percebo uma completa ausência de argumentos, por parte do grupo de Aécio Neves, para traçar uma linha de raciocínio bem elaborada capaz de criar um contraponto eficiente.
 
Estagnação econômica, falta de uma logística para a distribuição de renda, queda na qualidade de ensino e aumento do desemprego, são os fantasmas que rondarão o ano de 2015. Não há perspectivas. Se elas existem, talvez estejam voltadas para o fortalecimento da estrutura do estado, para que ele tenha mais domínio econômico e político. Fora isso, nada de novo!!! Quando vi a foto dos novos ministros me deu náuseas. Aí eu pensei: "Será que estou vivendo um terrível pesadelo?"
 
Ao constatar que meu corpo definitivamente está preso em uma engrenagem porca e insuficientemente medíocre, incapaz de mudar os rumos da história, fico mais indignado ao saber que nos bastidores, os partidos começam a esquentar suas máquinas para arquitetar uma nova geopolítica na federação com as eleições municipais de 2016. Pode!? Os comentários é que o PMDB, insatisfeito com o governo pela baixa de seus representantes em cargos estratégicos, sairá em campo para ter o maior número de prefeituras. E os projetos voltados ao crescimento, a evolução do estado e do legislativo? São varridos para debaixo do tapete. 
 
Assistimos indefesos o crescimento do número de pessoas que não tem interesses por livros, por história, por pesquisa ou por assuntos comprometidos com mudanças. De fato o ano que começa é extremamente maçante e superficial. Alguém pensa ao contrário?

Nenhum comentário :

Postar um comentário